Ataques são criminosos: Manaus sem ônibus, frota recolhida e motoristas em pânico, após incêndios de 05 carros

0
78
Foto: Reprodução

Cinco ônibus foram queimados na madrugada desta segunda. Os três primeiros, dentro da garagem da Açaí Transportes Coletivos, no Lago Azul, Santa Etelvina, incendiaram por volta de 1h. Outros dois, da Líder, também queimaram, às 06h00, no terminal do Parque das Nações. “As empresas recolheram os carros, por falta de segurança. Estamos entregando o relatório ao prefeito (David Almeida) e à Casa Militar. Vamos tomar providências de segurança, junto à polícia, para retomar o transporte coletivo”, disse Paulo Henrique, presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

“Há ainda dois coletivos que foram danificados, um da Líder e outro da Açaí. Sofreram ataques também do mesmo tipo, ficaram danificados, mas não foram totalmente perdidos”, acrescenta Paulo Henrique. Nas redes sociais chegaram a circular informações de que foram 17, os ônibus atingidos.

“Os motoristas estão em pânico e tivemos que recolher a frota”, disse Fernando Moraes, diretor jurídico do Sindicato das Empresas de Transportes de Manaus (Sinetram).

Reação do CV à morte de Dadinho

Os ataques seriam provocados pela facção do crime organizado Comando Vermelho (CV). O grupo, comandado nacionalmente, entre outros, por Fernandinho Beira Mar, tem como dirigente estadual Gelson Carnaúba, o “Mano G”, ex-Família do Norte (FDN). Ambos estão presos.

Os criminosos estariam reagindo à morte de Erick Batista Costa, o Dadinho, morto em confronto com a Rocam. A morte aconteceu este sábado (05/06), na rua Itaitê, no Novo Aleixo. Dadinho reagiu a tiros à abordagem policial e morreu.

Os criminosos tentaram queimar o 3º Departamento Integrado de Polícia (DIP) e incendiaram uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e um microônibus.

Ação policial

O secretário estadual de Segurança, Louismar Bonates, está reunido com o comandante da PM, coronel Ayrton Ferreira do Norte, e a delegada-geral Emília Ferraz, chefe da Polícia Civil. “Vamos reforçar o policiamento dos corredores viários e nas garagens, para garantir a circulação da frota”, explicou.

Bonates aguarda os diretores dos sindicatos do Transporte Coletivo (Sinetram) e dos Rodoviários, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). “Vamos reunir e detalhar a ação para fazer voltar a normalidade ao sistema”, explicou.(Portal Marcos Santos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here