Em Fórum Mundial, Sedecti destaca oportunidades para investimentos em bioeconomia no Amazonas

0
118
Foto>Sedecti

Abrir espaço para diálogos e ideias sobre investimentos que impulsionem a bioeconomia no Amazonas foi a proposta apresentada pelo titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, durante sua participação no “Fórum Mundial de Bioeconomia (World Bioeconomic Forum) – Líderes Globais e o Mundo Financeiro”, na manhã desta terça-feira (18/05).

O secretário destacou que o Amazonas está de ‘portas abertas’ para novos negócios, que tragam investimentos para o Estado, e reforçou a necessidade de ações mais objetivas e mais focadas no mercado da bioeconomia.

“Entendo que, tanto o Brasil quanto os Estados que compõem a Amazônia Legal, principalmente, necessitam estar mais focados, com propostas mais objetivas no desenvolvimento da bioeconomia. Isso deve ser um processo de transformação e de prioridade, para que se possa, de fato, desenvolver a bioeconomia e não ficar somente no campo do potencial”, concluiu o titular da Sedecti.

Para o secretário, o Fórum é uma oportunidade para que as pessoas possam ter conhecimento do que está sendo feito no Amazonas; e de que o Governo do Estado tem se empenhado na construção de políticas públicas para o segmento da bioeconomia local.

Jório destacou, ainda, que existem muitas oportunidades de se trabalhar na questão da bioeconomia no Amazonas e de se implementar novos negócios de forma sustentável, proporcionando o desenvolvimento sustentável na região da maior biodiversidade do Planeta.“Temos as riquezas da nossa floresta amazônica que podem ser produtos de negócios sustentáveis, sem agredir a floresta e levando desenvolvimento de forma igualitária, principalmente, para as regiões do interior do Estado”, apontou.

Também participaram da mesa-redonda virtual do Fórum Mundial de Bioeconomia, representantes do Canadá, Rússia e órgão ligado à União Europeia. Dentre os assuntos apresentados pelos palestrantes, foram mencionadas as dificuldades com a falta de políticas públicas no segmento da bioeconomia, além da dificuldade para financiamentos.

“O evento foi importante também para entendermos as prioridades dos outros países na questão da bioeconomia e de como eles estão se estruturando para o desenvolvimento do setor, além de entender também as dificuldades enfrentadas por esse mercado”, pontuou Jório Veiga.

Um dos pontos altos do evento foi o relato do representante do Canadá, AJ (Sandy) Marshall, diretor executivo de Inovação Bioindustrial, sobre o sistema desenvolvido pelo governo daquele país, que aplica investimentos em empresas privadas promissoras, fomentando, dessa forma, o mercado da bioeconomia local com investimentos de cerca de U$ 30 milhões.

Fórum Mundial de Bioeconomia – O Fórum Mundial de Bioeconomia é um evento internacional, que reúne lideranças do mundo todo para debates em formato de ‘mesas-redondas’ virtuais, onde a proposta principal é discutir e compartilhar ideias, além de promover soluções de base biológica. O Fórum também pretende encorajar a substituição de indústrias, produtos e serviços de base não renovável para facilitar uma economia mais sustentável.

As mesas-redondas do Fórum (World BioEconomy Forum) são eventos on-line, que seguem a agenda da temporada 2021. Os eventos são moderados por profissionais de bioeconomia que, juntamente com palestrantes de alto nível, se envolvem em conversas intensas sobre os tópicos fundamentais do WCBEF: A Bioeconomia: Pessoas, Planeta, Políticas; Líderes globais e o mundo financeiro; Bioprodutos ao nosso redor; Olhando para o futuro. O próximo evento acontecerá de 18 a 20 de outubro e será transmitido diretamente de Belém, no Pará.

 

FOTO: Divulgação / Sedecti

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here