Governador Wilson Lima reúne com representantes da Vince Airports e ressalta expectativa de novas rotas áreas

0
108
Fotos: Diego Peres/Secom

Ao receber representantes da Vince Airports, que será a nova administradora dos aeroportos de Manaus, Tefé e Tabatinga, o governador Wilson Lima ressaltou, nesta terça-feira (27/07), a expectativa para criação de novas rotas aéreas e melhoria dos serviços aeroportuários no Amazonas. A empresa venceu, em abril deste ano, leilão da Agência Nacional de Aviação (Anac), para administrar sete aeroportos no Brasil por 30 anos.

“É importante a vinda desse grupo aqui para o estado do Amazonas, que tem a concessão desses três aeroportos. Os representantes me apresentaram o planejamento de todos os investimentos que serão feitos aqui, com a possibilidade de ampliar as rotas, trazer novas empresas aéreas para o estado”, disse o governador.

Inicialmente, além de assumir a operação dos aeroportos, a Vince irá realizar obras para melhorar a infraestrutura dos terminais. “Somente nesse período inicial há o processo de implantação, de reforma, de adaptação dessa estrutura, o que gera também empregos nesse primeiro momento e nós estamos muito otimistas e de portas abertas para aqueles que querem fazer investimentos aqui no estado do Amazonas”, destacou Wilson Lima.

O diretor-presidente da concessionária, Júlio Ribas, informou que o contrato de concessão será assinado em setembro e, a partir do ano que vem, a Vince começa a assumir a operação dos aeroportos de forma gradual. “Após a assinatura, há um período de transição com a operadora atual, que é a Infraero, e a gente então assume os aeroportos. São três aeroportos no Amazonas: Manaus, Tefé e Tabatinga. A gente assume isso a partir de janeiro do próximo ano”, disse o executivo.

As obras previstas envolvem melhorias em terminais de passageiros, ampliação da segurança da aviação e, também, ações que envolvem a questão ambiental, para conservação e sustentabilidade.

Sobre novos voos, Júlio confirmou que Vince vai trabalhar para atrair outras companhias e rotas para o Amazonas. “As expectativas são muito grandes, porque há bastante para desenvolver com o estado do Amazonas, bem como com os estados vizinhos que oferecem muitas oportunidades de tráfego aéreo. A gente quer atrair mais voos, mais companhias, mais rotas para aumentar a mobilidade tanto das pessoas vindo visitar o Amazonas, como os amazonenses poderem ir para outros lugares do Brasil”, reforçou o executivo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here