Iniciada a entrega dos cartões do Auxílio Estadual Enchente, em Manacapuru

0
148
FOTOS: Emanuel Mendes Siqueira/Seas

Um dos municípios mais atingidos pela cheia recorde deste ano, Manacapuru, a 68 quilômetros de Manaus começou a receber, neste sábado (12/06), as equipes técnicas do Governo do Amazonas, que estão cadastrando as famílias nas áreas alagadas e entregando os cartões do programa Auxílio Estadual Enchente, com crédito de R$ 300, em parcela única, para compra de itens de primeira necessidade.

O programa é coordenado pela Defesa Civil do Estado e Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), com a previsão de beneficiar 100 mil famílias e investimento de R$ 30 milhões. A ação humanitária também conta o apoio das Defesas Civis e secretarias de Assistência Social dos municípios e de técnicos das prefeituras, priorizando famílias e comunidades de difícil acesso, atingidas pela cheia dos rios.

FOTOS: Emanuel Mendes Siqueira/SeasA secretária da Seas, Alessandra Campêlo, coordenou o início dos trabalhos no bairro da Correnteza. Segundo ela, mais de duas mil famílias tiveram suas casas alagadas na sede de Manacapuru. Na zona ribeirinha, estima-se que são oito mil atingidos, com perda na produção rural e no orçamento dos agricultores familiares.

“Esse é um trabalho que o Governo está fazendo em todo o estado, e em Manacapuru cerca de 10 mil famílias que estão com suas casas alagadas serão atendidas. Esse cartão de R$ 300 é uma ajuda, nesse momento difícil que as pessoas estão passando, e é específico para a enchente”, explicou Alessandra.

Servidores do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e das secretarias de Cultura e Economia Criativa (SEC) e Produção Rural (Sepror) também participam do projeto intersetorial.

Beneficiários – Moradora do bairro da Correnteza, a dona de casa Olívia Farias, de 46 nos, disse que as águas quase tomaram conta da sua casa. A solução tem sido caminhar sobre a ponte instalada pela prefeitura na rua e o improviso de uma maromba para acesso ao lar. “A ajuda é bem-vinda porque a nossa situação é precária e não é todo mundo que vem deixar alguma coisa para nós”.

A aposentada Neuza Brito, 76, é outra comunitária da Correnteza que sofre os impactos da enchente. Além da casa já ter sido quase completamente alagada, a família fez dívidas para a compra da madeira necessária para construir a maromba. “Eu recebo esse benefício de coração, porque para mim tudo serve. Vai ajudar muito no rancho do mês da família”.

Parceria – O secretário municipal de Assistência Social, Rosinaldo Moura, destacou o impacto social do programa criado pelo governador Wilson Lima. Ele destacou que a prefeitura é parceira no apoio técnico com as equipes da Semas e na logística, que possibilita a entrega do benefício de porta em porta.

“O cartão emergencial veio numa boa hora. Manacapuru está em estado de calamidade, assim como quase todos os municípios do Amazonas, e receber o Governo do Estado com essa ajuda com certeza é significante e vai trazer alento para nosso povo tanto na zona rural como na zona urbana. O prefeito Beto D’Ângelo está dando a contrapartida com a logística da entrega”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here