Morre José Dutra, candidato a prefeito contra Amazonino na eleição que dividiu águas no AM

0
112
Morre, em Brasília, José Dutra/Foto: Arquvo

Faleceu, em Brasília, onde estava morando, o advogado, ex-deputado estadual e ex-deputado federal José Cardoso Dutra. Ele tinha 84 anos e será sepultado na capital federal. Dutra nasceu em Barreirinha, onde tinha forte reduto eleitoral, em rivalidade com Socorro Dutra, prima e ex-deputada estadual. Ele próprio foi deputado estadual (1971-1979 e 1983-1987) e deputado federal (1987-1995). Chegou a presidente da Assembleia Legislativa e foi relator do orçamento na Câmara Federal, num período em que esse cargo era um dos mais importantes da República.

Candidato a prefeito de Manaus, na eleição de 1992, enfrentou Amazonino Mendes. Teve apoio do então prefeito Arthur Virgílio Neto e do então governador Gilberto Mestrinho. Divisor de águas A eleição de 1992 é considerada um divisor de águas na política amazonense. Amazonino tinha como vice Eduardo Braga que, com a desincompatibilização do titular, em 1994, para disputar o Governo do Estado, se tornou prefeito. Braga prefeito e Amazonino governador fizeram Alfredo Nascimento prefeito. Depois, Alfredo seria reeleito enfrentando o próprio Eduardo Braga.

Amazonino foi reeleito governador e permaneceu no cargo de 1995 a 2002, quando apoiou Braga para sucedê-lo – mesmo tendo este sido seu adversário em 1998, na campanha da reeleição. A derrota arrastou Arthur e Gilberto para carreiras parlamentares, a partir de então. O ex-prefeito se tornou deputado federal (1995-2002), se elegendo depois senador (2002-2010).

O ex-governador encerrou a carreira como senador (1999-2007). Braga se tornaria governador (2003-2010) e faria o vice-governador seu sucessor, Omar Aziz (2011-2014). E Omar faria o sucessor, também vice dele, José Melo (2015-2017), cassado em 2017. A cadeia sucessória desencadeada em 1992, com a derrota de Dutra, Arthur e Gilberto, só foi quebrada na última eleição para governador (2018), com a derrota de Amazonino para Wilson Lima.

Circula, nos bastidores da história, que o nome de Dutra foi escolhido a dedo por Gilberto para favorecer Amazonino e conter Arthur, que fazia um caminho batido para o Governo do Estado. Durante a campanha, a máquina da Prefeitura mergulhou no apoio a Dutra, enquanto a do Governo do Estado cruzou os braços. Já ex-parlamentar, Dutra voltou a Brasília, à banca de advogado, e circulava nos corredores do Congresso Nacional. José Cardoso Dutra Filho é hoje advogado conhecido na capital federal e atua em causas da área política.(Portal Marcos Santos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here