Trecho da BR-319 sem asfalto vira atoleiro para brasileiros viajantes quando chove

0
67
Atoleiro da BR-319 quando chove/Foto: Reprodução

Enquanto se aguardam as audiências públicas sobre as obras na BR-319, a rodovia segue precariamente e com trechos de atoleiros, prejudicando a vida de quem precisa transitar pela via.

Vídeos compartilhados de viajantes mostram as péssimas condições de trafegabilidade. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realizarão audiências públicas presenciais e com transmissão virtual, nos dias 27, 28 e 29 de setembro e no dia 1º de outubro.

Além da pavimentação no denominado Trecho do Meio da BR-319/AM, que intercepta os municípios de Beruri, Borba, Tapauá, Canutama, Manicoré e Humaitá, estarão em pauta os serviços de construção de Obras de Arte Especiais (OAE) no segmento.

Por meio das audiências públicas, a sociedade tem a oportunidade de conhecer o projeto, o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA), além de tirar as dúvidas e apresentar sugestões para a reconstrução desse trecho da rodovia.

Todas as contribuições são de caráter consultivo e farão parte do processo de licenciamento do empreendimento. A transmissão para Brasília ocorre no dia 27 de setembro, na sede do Dnit. Os interessados que não podem comparecer aos locais dos encontros presenciais ou de transmissão têm a alternativa de acompanhar pelo canal do Dnit no YouTube (dnit oficial) e também de participar por e-mail ([email protected]) ou pelo Whatsapp (21 96434-3133). As contribuições podem ser enviadas no dia do evento ou em até 15 dias após as audiências.(Portal Marcos Santos)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here