Vereadores aprovam atas de sessões remotas e presidente comemora fato histórico

0
34
VEREADOR JOELSON SILVA (PATRIOTA) DISCURSANDO NO PLENARIO DA CAMARA MUNICIPAL DE MANAUS. FOTO: ROBERVALDO ROCHA / CMM

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovaram, ontem, terça-feira (07), as atas das sessões virtuais realizadas pela primeira vez na história do parlamento, como prevenção e combate ao novo coronavírus. Ao todo foram aprovadas 41 atas, entre o período de 25 de março e 30 de junho, com destaque para a reunião do dia 15 do mês passado, quando o recesso parlamentar do meio do ano precisou ser suspenso, por conta da pandemia.

A atividade remota, que durou quase 40 dias e foi executada de forma emergencial por ferramentas digitais ligadas diretamente ao Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), foi destacada como um marco histórico pelo presidente da Casa Legislativa, Joelson Silva (Patriota), no trabalho de enfrentamento à Covid-19.

“Essas sessões remotas já figuram na história da Câmara de Manaus para as gerações futuras de parlamentares que, assim como nós, honrarão o parlamento municipal. Acredito que isso ficará registrado nas nossas memórias”, disse Joelson Silva.

As atividades presenciais foram suspensas por meio de um Ato da Mesa Diretora, no dia 23 de março. A partir de então, os trabalhos passaram a ser executados fora das dependências da CMM, de forma remota, sob a denominação de teletrabalho, observadas as diretrizes, os termos e as condições estabelecidas no documento.

O ingresso em caráter excepcional, nas dependências da Câmara, precisou ser monitorado pelo departamento de segurança, mediante autorização da diretoria geral e em atendimento a uma recomendação do departamento médico da Casa, com base nas orientações repassadas pelo Ministério da Saúde e pelas secretarias de Saúde do estado e do município.

Continuidade

Durante o período, os servidores com idade igual ou acima de 60 anos, foram liberados, porém, mesmo com todos os cuidados adotados, aproximadamente 50% dos vereadores contraíram a doença. O que não impediu de a maioria continuar a executar as tarefas diárias, durante a pandemia, segundo informou Joelson Silva.

Retorno

A última reunião plenária remota foi realizada em 30 de junho. No dia seguinte, a Câmara efetuou a primeira sessão de forma hibrida, no retorno dos trabalhos presenciais, quando a maioria dos parlamentares participou das discussões diretamente do plenário Adriano Jorge, enquanto outros marcaram presença virtual na reunião.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here